quinta-feira, 21 de julho de 2011

Projeto Amazônia - Bragança - PA

E no dia 16 de julho, com a celebração da Missa diante da catedral, deu-se início a mais um Projeto Amazônia em Bragança (PA), dessa vez em parceria com as Santas Missões Populares como comemoração dos 400 anos de evangelização da cidade. Ambas as atividades com um fim comum, evangelizar e levar Jesus pra vida das pessoas nas comunidades visitadas.

A nossa função como missionários, é sim de levar a vida do evangelho pra casa dessas famílias, mas principalmente, de nos fazermos um com cada realidade que nos é apresentada por elas, e assim escutá-las e com a ajuda do Espírito Santo poder dizer algumas palavras de ajuda, que possam servir de consolo, ou ainda, para iluminar a vida delas na vivência do evangelho.

Um casal vindo de Brasília, algumas pessoas de outras cidades do Estado e outras da nossa comunidade de Bragança formam um grupo de 46 pessoas: 32 são “missionários” que participam das visitas, enquanto que os outros 14 formam a equipe de apoio.

Antes de começarmos, nos encontramos para nos declarar a unidade, para que tudo fosse feito por Jesus no nosso meio. E na hora do jantar, a comunhão de experiências faz com que todos sintam como próprios os momentos e frutos colhidos durante o dia.

As visitas são feitas junto com pessoas da comunidade paroquial. Os contatos com casais que não têm a situação matrimonial regularizada, com pessoas afastadas há anos da Igreja, com idosos que sentem a falta de um diálogo, são o nosso dia a dia nas visitas. Os frutos já se apresentam na alegria expressa através da acolhida, do desejo de recomeçar e, como sinal concreto, da participação das celebrações noturnas incluídas no programa das Missões.

Muitos dizem já conhecer o Movimento dos Focolares, ou se interessam em conhecer, dando-nos a oportunidade de convidá-los para uma série de encontros de aprofundamento da vida e da espiritualidade do Ideal, para casais, jovens e adolescentes que realizaremos a partir de quarta feira. Mas sobre isto falaremos numa outra postagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário