terça-feira, 27 de julho de 2010

Maués(AM) - Últimas notícias do Projeto - Edição 2010

Quarta-feira - 21 de julho de 2010

Manhã com o dado do amor

A manhã começou bem animada! Fomos até o Jardim Fraternidade apresentar o dado do amor para as crianças que tinham de 4 a 6 anos. Entre uma face e outra do dado, uma breve explicação e algumas experiências dos Gen4. A manhã continuou com muita festa, canções e muitos atos de amor. No fim, as crianças ganharam um painel com a proposta de encherem o céu com as estrelinhas que representam seus atos de amor!

Encontro com os Professores

Após esse momento de descontração, chegou a vez dos professores. Ocupando a posição de alunos, ouviram atentamente o tema sobre a Pedagogia da Unidade. Esse encontro já estava sendo preparado com a ajuda de duas professoras voluntárias do Movimento (Maria José e Francisca), da “Minha Escola”, uma das escolas de educação infantil da cidade.

Todos ficaram muito atentos e interessados com essa novidade do dado do amor já incorporada na “Minha Escola”. Além disso, todo o discurso sobre a não violência, a importância do papel do professor como mestre e a responsabilidade que eles devem ter com a formação do futuro de seus alunos, foram outros temas que tocaram muitos dos presentes. Eis algumas impressões do encontro:

“...O dado do amor é muito interessante, vou adaptar em minha sala...”

“Esse encontro veio enriquecer nossos conhecimentos e contribuir para minha prática pedagógica...”

“Esse encontro foi importante principalmente
para aprofundarmos como devemos trabalhar na sala de aula
e transmitir aos alunos como devemos conviver no dia-a-dia.”

“Foi um encontro muito significativo tanto para minha vida familiar como profissional. Devido à profissão que exercemos, percebo que muitos de nós professores deixamos a desejar em relação à educação (...). Esse encontro foi importante para refletir sobre certas atitudes.”

Encontro com Famílias – noite

Iniciamos a noite com a exposição de experiências de todos os jovens da equipe do Projeto. Cada um colocou algo que ficou marcado para sua formação enquanto pessoa:
  • Lucival falou sobre a experiência de acolher um morador de rua, quando ainda morava com sua mãe, procurando ver naquele homem a presença de Jesus.
  • Priscila falou sobre a educação que recebeu em sua família e na Obra e como foi importante no momento em que passou a morar na cidade de São Paulo.
  • Vanessa falou sobre a experiência das reuniões em família, em que se faziam as comunhões de alma, momentos da hora da verdade e decisões para o futuro.
  • Guilherme falou sobre a importância da formação Gen e da possibilidade de ter participado do Super Congresso Gen 3 na Índia, em que pode conviver com pessoas de culturas diversas.
  • Heraldo colocou uma experiência forte de andar contra a corrente em relação da vivência da pureza e de sua escolha vocacional.
  • Danilo disse que está marcado pelas experiências vividas quando era Gen4.
  • Cristielle contou sobre a opção de andar contra a corrente, não julgando seus amigos e demonstrando a eles que essa atitude de não julgar o outro é uma atitude de amor para com os outros.
  • Andresa disse também sua experiência de andar contra a corrente na universidade, procurando viver bem a vontade de Deus no momento presente que é estudar e não sair com os colegas durante as aulas.
  • E, por fim, Tarcivan contou sobre sua dificuldade de falar por conta de uma deficiência física e o quanto percebeu o Amor de Deus, dando sua resposta enfrentando essa dificuldade aproximando-se das pessoas. Encerrou com uma pergunta: "Será que se eu não nascesse assim, eu estaria aqui falando com vocês?"
Em seguida, apresentamos o tema sobre a educação dos filhos, enfatizando a importância do diálogo e do fazer-se um para gerar a presença de Jesus no meio. Distribuímos os 15 pontos para educação dos filhos, feitos por Raimundo e Maria Scotto. Estiveram presentes cerca de 250 pessoas, entre casais, jovens e idosos. Abrimos para o público falar alguma experiência e três pessoas colocaram suas experiências.

Quinta-feira - 22 de julho de 2010

Entrevista na Rádio

Os jovens foram convidados a dar uma entrevista na Rádio Guaranópolis à respeito do Workshop sobre Política. Foram à Rádio: Lucival, Priscila, Heraldo e Cristielle. Apresentaram com muita alegria e sabedoria o ideal do Mundo Unido e toda a proposta de construir uma política nova. Aproveitaram para convidar todos os jovens a participar da noite de sexta feira.

Encontro com Famílias – noite

Encerrando a programação com as famílias, o tema desenvolvido foi sobre a Economia Doméstica, usamos como base o texto escrito por Marcelo Padilha, de Famílias Novas do Rio de Janeiro. Estiveram presentes cerca de 280 pessoas e percebemos em seus rostos uma alegria ao nos cumprimentarem; pareciam satisfeitos. Deixamos como sugestão de ajuda para organização familiar um modelo de planilha orçamentária. Encerramos com uma comunhão dos presentes: cerca de 5 pessoas comunicaram suas impressões sobre o encontro. E também colhemos as impressões por escrito, as quais só ressaltaram o positivo e mostravam uma alegria imensa, que sabemos foi gerada pela presença concreta de Jesus entre nós.

Impressões de alguns casais:

“Achei muito importante, pois às vezes, pequenas coisas que deixamos de fazer tornam nossas vidas muito distantes do que Deus quer de nós (...).
Espero que esse projeto chegue a muitas outras famílias.”

“Esse encontro foi de extrema importância, não só para as famílias já formadas, mas também para os que ainda formarão a sua. Desse modo, menos erros serão cometidos e as chances de um casamento bem sucedido serão maiores.
Esse é o meu caso, pois me casarei em outubro (...).”

“Maravilhoso como Deus providencia para nós momento tão agradáveis! (...).
O testemunho arrasta! É desse testemunho que a sociedade necessita
para que cresça a fé no seio das famílias.”

“Foi um reabastecimento que nos tornou mais encorajados na busca da perfeição a cada instante (...). Se Deus é amor, tudo é possível quando se ama.”

“A semente foi semeada, futuramente crescerá.
Foram dias transformadores e adoráveis. Assuntos antes muito esquecidos, porém agora relembrados a partir dessa pequena grande semente.”

“Excelente! Nunca havia participado de algo desse nível, pude aprender a melhorar como pai, esposo e também como filho, de modo que foi muito proveitoso. Espero que voltem no ano próximo
para colherem os frutos do que foi plantado aqui na terra do guaraná!”

Sexta-feira - 23 de julho de 2010

Passeio em Vera Cruz

Após a missa, por volta das 8:30h, o grupo do Projeto Amazônia saiu de barco da frente da casa do Apolo e da Neila, que fica à beira do Rio Maués-Açú. O barco Jubileu 2000, de propriedade da Diocese e sob responsabilidade do Padre Carlos, Pároco da cidade, conduziu-nos até o outro lado do rio. P local é chamado de Vera Cruz, uma praia linda, onde assamos um Tambaqui enorme (+ ou – 30 kg) ofertado pelo Pe. Carlos. Também havia Jaraqui assado, comprado de pescadores que haviam apenas acabado de puxá-los na rede durante a travessia do rio. Foi espetacular!

Antes do almoço, fizemos uma comunhão sobre o que havia sido a semana para cada um. E nos marcou a impressão do Pe. Carlos sobre o projeto, em que agradecia por essa semana e pela ajuda que ele sentia que estava recebendo, vendo como um período de muitas Graças. Dizia que estava impressionado com a presença do grande público, de muitas pessoas evangélicas, mas principalmente da participação daqueles que estão afastados da Igreja.

Foi um momento de grande Jesus em meio, em que se construiu um clima de família, não apenas entre o grupo do Projeto, mas também, com o padre, um diácono e dois casais que vieram com suas voadeiras (um casal de famílias novas e outro casal de Gen que namoram). Fizemos nosso repouso, nadamos, comemos, jogamos futebol, tudo com uma alegria extraordinária da presença de Jesus entre nós.

Providências

Hoje à tarde, vivenciamos alguns testemunhos de gratidão do povo de Maués. Um rapaz veio até a casa de Neila e Apolo trazer um saco de pão, disse que era para nós e que estava muito agradecido da nossa presença aqui. Pediu-nos para conversar com um casal que está passando por um momento difícil, combinou um horário, mas o encontro não aconteceu, não sabemos por quê. Mas ficou o testemunho desse amor para conosco.

Mais à noite, outro casal, ofereceu um almoço no domingo, após nosso encontro, para toda a equipe. Haviam dito que o filho, um Gen que está no Acre, ligou pedindo para nos convidar para um almoço e se comprometeu com os pais de ajudá-los nas despesas.

Após o encontro da Política, alguns de nós foram jantar em um restaurante da cidade, de propriedade de um casal participante de Famílias Novas. Após o jantar, o casal nos ofereceu como cortesia a sobremesa. E também nos convidou a conhecer, em outro momento, as criações que possuem para abastecimento do restaurante.

Na terça-feira, um outro casal de Famílias Novas ofereceu um passeio para conhecermos a fazenda da Embrapa, que é responsável pelo melhoramento do Guaraná aqui em Maués. Vieram nos buscar com uma Kombi, nos levaram para conhecer o cultivo do Guaraná e, durante a visita monitorada, nos ofereceram um saboroso suco de Guaraná concentrado.

Encontro com Jovens (Workshop sobre política) – noite

Os jovens prepararam o programa da noite junto com Gioi (Focolarina) e Vítor (Gen2), que chegaram durante à tarde de Manaus, para construir conosco o fim de semana e este momento com os jovens. Foi um workshop sobre Política, em que foi lido um texto de Antonio Maria Baggio e, em seguida, o público jovem foi dividido em 4 grandes grupos, que foram orientados por duplas de nossos jovens do Projeto.

Participaram deste momento cerca de 200 jovens que, após a discussão em grupo, apresentaram suas propostas para viver melhor a cidadania aqui em Maués. Foi um momento especial, em que víamos o futuro de Maués nos jovens participantes. Ao fim, convidamos todos a participar do nosso encontro de aprofundamento da Espiritualidade da Unidade no final de semana. Muitos nos procuraram prometendo participar deste momento conosco.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Abaetetuba(PA) - Relatos de quem participou do Projeto Amazônia


Rodrigo é um dos jovens que fizeram parte da equipe que construiu o Projeto Amazônia em Abaetetuba(PA). Esta é a impressão que ele teve na vivência do Projeto.

"O Projeto Amazônia foi mais uma experiência concreta do Amor de Deus pelos seus filhos."


"Abaixo descreverei algumas experiências:"


Deus não se deixa vencer em generosidade

"Quando aceitei o desafio de participar de um projeto como este, veio logo a mente o fato de que poderia ajudar muitas pessoas, seja aconselhando, escutando, através de uma canção, etc... Ao final de tudo, até entendo que pude levar algo bom para alguém, mas sem dúvida, recebi muito mais de todos com quem tive contato. Mais uma vez vem a mente aquela frase: “Deus não se deixa vencer em generosidade”.

Muitas vezes batia a preocupação de como iríamos nos comunicar com aquelas pessoas, as quais nunca tínhamos tido qualquer contato. Então lembrávamos que antes de qualquer coisa, íamos com o objetivo de amar, amar e amar a cada um que Deus colocasse em nosso caminho...Acredito que essa foi a receita fundamental para que depois tudo desse certo."

Visita às Famílias

"Pela parte da manhã visitávamos as famílias em suas casas. Foi um grande desafio, pois não sabíamos de que forma ele iriam nos receber. Pra nossa surpresa, fomos recebidos muito bem, até mesmo pelas pessoas que eram de outras denominações religiosas.

Muitas vezes entrávamos em casas que estavam prestes a cair na cabeça das pessoas que ali moravam, por isso tínhamos medo, mas ao entrar, esquecíamos de qualquer obstáculo. A forma com que éramos recebidos, as histórias de vida que eram partilhadas, o café preto maravilhoso tornava o ambiente acolhedor e agradável."

Encontro com os jovens

"Por volta de 18:30 iniciávamos nossos encontros com as crianças, adolescentes e jovens.

Nos encontros com os jovens e adolescentes realizávamos dinâmicas, brincadeiras, cantávamos, partilhávamos experiências de vida. Ao final de cada dia, após falarmos de nossas experiências, oferecíamos desafios a eles, como: Amar por primeiro, amar o inimigo, perdoar o irmão, etc....vários se comprometiam a tentar viver cada frase.

Nas atividades com os jovens foi possível perceber, muito concretamente, Jesus em nosso meio, ao conduzir os encontros; Jesus abandonado, nos momento de dificuldades com os quais nos deparamos. Sabíamos que não seria fácil, talvez, vários daqueles jovens e adolescentes jamais tinham recebido um ato de Amor, mesmo de seus familiares. No final de tudo, éramos tratados como pessoas de suas famílias, muitos levavam os papais para que nos conhecessem, nos convidavam para ir almoçar em suas casas, nos escreveram cartas de agradecimento.

É gratificante saber que uma pequena semente foi plantada no coração de cada pessoa que participou do projeto. Muitos dos jovens que estiveram conosco ao longo do projeto, nos disseram, ao final, do desejo de realizar atividades positivas em suas cidades – Como um plano para o recolhimento do lixo de sua cidade."

Tarde Cultural

"Na quinta-feira (22/07) foi realizada uma tarde cultural, quase 20 apresentações ao longo da programação, envolvendo: música, teatro, dança, etc..."

O que descrevi aqui foi uma pequena parte do que foi realizado através do “Projeto Amazônia 2010”. Eu não seria capaz de transmitir integralmente aquilo que está guardado nos corações e mentes de cada participante do projeto.

O projeto, mais uma vez, confirmou que através do Amor podemos viver um pouquinho o Céu ainda neste mundo.

Muito obrigado a todos que de alguma forma contribuíram com o Projeto."

Grande Abraço!!!!

Rodrigo Alcântara.

Boa Vista (RR) - Divulgalção do projeto e Encontros com crianças e jovens

Na Mídia

Durante a semana a rádio FM Monte Roraima deu espaço para entrevistas e divulgação das atividades do Projeto Amazônia. Afife, Munir, Pe. Carlos, Ana Leite e Júlio Carneiro, responderam questões sobre o curso de aprofundamento da família, como também sobre o Movimento e o Projeto Amazônia. Tivemos oportunidade, também de dar entrevistas no jornal que leva o mesmo nome da Rádio: Monte Roraima. Este jornal tem uma tiragem de 2.500 exemplares e circula na cidade de Boa Vista e interior. A rádio e o Jornal, são de propriedade da diocese de Roraima, porém tanto a rádio como o jornal, além de temas de religião, trata de outras temas de interesse da sociedade.

Quinta-Feira - 22/07/2010

Projeto "Arte de Amar"

Após o contato inical com a direção da Escola Sta Rita, Escola particular de propriedade da Diocese, que acolheu de imediato a proposta do projeto. Todo o nosso grupo participou junto com as crianças de 4 a 8 anos na montagem do "dado do amor". Foi uma experiência inesquecível para todos nós: cortamos e colamos juntamente com eles e sobretudo construindo com cada criança um instante de fraternidade. Em seguida nos dirigimos para uma quadra e com os professores ensinamos a jogar o dado.
Ao final, uma breve reunião com a equipe de professores e a diretora, foi explicado o alcance do projeto que em algumas cidades já se desenvolve e foi deixado algum material para que eles desenvolvesse algum projeto pedagógico baseado na "Arte de Amar".

Workshop com os Jovens

Na tarde deste mesmo dia, na Escola Princesa Isabel, jovens partilharam suas experiências e propostas para uma cidade Ideal. Após uma breve apresentação da história do Movimento dos Focolares e da ação de Jovens por um Mundo Unido, foram formados três grupos, que aprofundaram a realidade do bairro, da prefeitura e da esola, com propostas de ações a serem levadas para frente.

Boa Vista (RR) - Atividades da semana

Domingo - 18/07/2010

Um mergulho na realidade de Roraima

Encontro com o bispo de Boa Vista
Pela manhã estivemos na Prelazia, histórica casa da Diocese de Roraima e da cidade de Boa Vista, já sede do Governo de Roraima, hoje residência episcopal e sede da Cúria Diocesana. Dom Roque Paloschi, Bispo diocesano, com seu jeito simples nos acolheu na capela dedicada a N. Sra. do Carmo. Após uma oração, ele apresentou uma síntese da história da Igreja em Roraima e os aspectos culturais, étnicos e geográficos do estado.

Visita às Comunidades Paroquiais

Durante todo o domingo, o nosso grupo se dividiu para atingir as diversas comunidades católicas da cidade. Dois a dois fomos em muitas delas para contar um pouco de nossas experiências e falar do Projeto e convidá-los para as várias atividades que aconteceria durante a semana. Fomos bem acolhidos por todos: padres e leigos.

Segunda à Quinta - 19 a 22

Curso de aprofundamento sobre a Família


Iniciando na noite de segunda dia 19 até a quinta dia 22, durante a noite tratamos de temas atuais sobra a a família e discutidos com cerca de 50 participantes, entre casais e jovens. Uma riqueza que pode-se perceber no último dia em que os participantes puderam manifestar dando algumas impressões de como foram estes dias. Como uma senhora que, ao chegar em casa após participar de uma das noites do encontro, se aproximou do seu marido e lhe deu um abraço e um beijo, como gesto de amor e afeto por ele. Gesto que há muito tempo não fazia. Concluindo, muitos redescobriram a o valor e a beleza do matrimônio cristão.

Bragança (PA) - Manhã Gen4 e Noite Cultural

Manhã Gen4

Na Quadra Poliesportiva Rosa Blanco reuniram-se na manhã do dia 22 aproximadamente 70 crianças para um encontro, onde foi apresentada a vida Gen4. Foram apresentadas canções e os pontos da Arte de Amar através da explicação do Dado do amor e o relato de experiência de uma Gen4 de Bragança.

Ao final do encontro quando foi perguntado sobre o que entenderam, algumas crianças se manifestaram repetindo os pontos da Arte de Amar e, entre elas um menino relatou que havia se aborrecido com sua irmã e há três dias não falava com ela, porém depois dali ao chegar a sua casa ele iria procurá-la e fazer as pazes.

Noite Cultural

Reuniram-se no Museu da Marujada, na noite do dia 22, cerca de 200 pessoas entre adolescentes, jovens e adultos para juntos construírem uma noite de apresentações artísticas de músicas, danças, pinturas, poesias e testemunhos, estes dados por integrantes da Fazenda da Esperança que se fizeram presente ao ato.

Muitas das apresentações foram feitas por jovens com os quais se estabeleceu contato ao longo da programação do Projeto Amazônia e que ali se teve oportunidades de criar relacionamentos novos, inclusive com os familiares.

Uma característica marcante da noite foi a diversidade de estilo das apresentações, indo do clássico ao rock, de Drummond ao pintor de rua, o que confirmou a realidade da Unidade na diversidade.

Bragança (PA) - Acampamento para a Juventude

No dia 21 pela manhã teve início o encontro com os adolescentes e jovens que foram convidados durante as visitas nas casas e capelas. O ônibus que estava a serviço do Projeto partiu da Praça Central para o Centro Guadalupe (EFAC) onde transcorreram as atividades do primeiro dia. A pro gramação iniciou-se com canções seguidas de uma dinâmica de apresentação de todos os grupos anteriormente já divididos em seis cores o que favoreceu ao estabelecimento de um clima de integração entre todos.

Foram apresentados em seguida os pontos da Arte de Amar, como proposta de vida já experimentada por muitos jovens do mundo todo o que despertou grande interesse e atenção deles, principalmente porque foram acompanhados de testemunhos que expressaram a possibilidade da vivência dos pontos apresentados. Cada grupo, organizado em oficinas, recebeu um ponto da Arte de Amar com a tarefa de expressá-lo de forma artística para ser apresentado no início da programação da tarde. Ainda pela tarde realizou-se uma Gincana com tarefas motivadas pelos pontos da Arte de Amar, que proporcionaram um maior entrosamento entre eles fortalecendo o clima de fraternidade que se prolongou no dia seguinte. O dia foi concluído com a missa na Catedral com a participação de muitos deles que aceitaram ao nosso convite.

No dia seguinte os jovens retornaram ao EFAC para o segundo dia de Acampamento que se iniciou com canções seguidas de uma retrospectiva do dia anterior através de imagens. Ligados aos pontos da Arte de Amar foi apresentado o tema “Vamos Colorir a Cidade” colocando em relevo os sinais matemáticos que representam as ações possíveis de serem desenvolvidas no Projeto Cidade. Ao longo da exposição foram apresentadas experiências que já expressam as sementes desse projeto.

Em outro momento os grupos se reuniram para construírem juntos propostas de ações para as suas cidades a partir da frase: “Na minha cidade eu quero...”. Motivados pelas propostas do projeto, na parte da tarde, os jovens foram até o centro da cidade onde visitaram o Hospital, a rádio local e distribuíram sacolas de lixo para as pessoas que se dirigiam à praia como uma ação em defesa do meio ambiente.

Nesses dias muitos jovens, tocados pela experiência de Jesus em meio, sentiram-se livres para conversarem expondo suas dificuldades e questionamentos, assim também como procuraram o padre para confissões. Alguns também manifestaram o desejo de viver por esse Ideal.

Nos dois dias de encontro se teve contato com cerca de 120 jovens e adolescentes, entre eles dois evangélicos.

Bragança (PA) - Escola de Formação para casais

No dia 20 teve início no Museu da Marujada a Escola de Formação para casais, cujo foco principal foi a Comunicação na vida do casal a partir dos pontos da Arte de Amar. A reflexão para esse tema teve como motivação uma cena do filme À Prova de Fogo (veja vídeo abaixo) previamente escolhido como Programa para Famílias dentro do Projeto Amazônia. A programação foi concluída com o relato da experiência de um casal de Curupaití.

No dia 21, a Escola prosseguiu tendo início com uma dinâmica que ressaltava a importância do diálogo e assim foi feita uma retrospectiva dos pontos da Arte de Amar apresentados no dia anterior e, em seguida foi entregue uma folha contendo as 15 Regras da Comunicação entre um casal. Depois foi exibida outra cena do filme de onde foi feita a reflexão sobre o Perdão, concluída com um relato de experiência de um casal de Capanema. No segundo momento da noite os participantes foram divididos em quatro grupos onde foram debatidas questões pertinentes ao tema. Após o debate, dois casais apresentaram um resumo dos seus grupos e contaram um pouco de suas experiências de vida concluindo a Escola que foi muito participada durante os dois dias onde estiveram presentes aproximadamente 70 pessoas.

Bragança (PA) - Visitas

Nos dias 19, 20 e 21 foram organizadas equipes de duas pessoas do Movimento e mais um guia local indicado pela paróquia para realizar visitas nas residências, lojas, instituições e no hospital geral da cidade. Em cada um dos lugares visitados, nos apresentávamos como pessoas enviadas pela Igreja, que se interessa, ora e pede graças por cada família que pertence à paróquia; nessa ocasião apresentávamos também a Agenda do Projeto Amazônia, entregávamos a Palavra de Vida (lendo e comentando) e o convite para a Mariápolis, mas sobretudo, ouvindo e dando atenção às manifestações das pessoas que nos acolhiam em suas casas.

Pela parte da noite as visitas se estenderam às Capelas das Comunidades das periferias da cidade onde foi apresentado o Movimento e o objetivo do Projeto Amazônia, explicada a Palavra de Vida e feito o relato de experiências. Na oportunidade, se convidava para a programação do Projeto. No total foram visitadas oito capelas com a participação de aproximadamente 230 pessoas.

Bragança (PA) - Início do Projeto - Reunião com a Equipe

No sábado e domingo, a Equipe do Projeto Amazônia em Bragança se reuniu no Centro Guardalupe, próximo da entrada da cidade. Éramos em torno de 30 a 40 pessoas, vindas da Mariápolis Glória (Benevides), Castanhal, Curupaití, além das cidades de Rebouças e Iratí (no Paraná) e Teresina (Piauí). Junto com a comunidade local, tivemos dois dias de convivência, para que pudéssemos estabelecer a unidade necessária para seguir adiante com o projeto.

No sábado (18) pela tarde, vimos um vídeo no qual Chiara nos dizia que não era importante a quantidade, mas sim, que bastava que tivéssemos Jesus entre nós. Foi como se ela tivesse falado a todos nós naquele centro. Depois, tivemos um momento de comunhão de experiências. Alguns falaram sobre o que é participar de um Projeto Amazônia, enquanto outros falaram dos fatos que os marcaram já na vinda para Bragança.

A comunhão de bens que chegava até nós era abundante e nos iluminava a estar na dimensão do “Por ti”. Em Curupaití, os jovens foram até uma vila onde o Projeto não havia sido realizado para pedir doações. Os moradores já haviam ouvido falar das edições anteriores e procuraram doar aquilo que tinham. Um deles tinha apenas 5 limões, mas para nós significou bastante, como se fosse Ele que havia nos ofertado aqueles limões.

No domingo pela manhã, tivemos um encontro com o bispo da cidade . Ele nos assegurou a confiança que tinha no Projeto e estava feliz com a nossa chegada. Ainda pela manhã, o momento de reflexão continuou. Conhecemos um pouco da vida de Chiara Luce – uma jovem italiana, que faleceu há 20 anos, vítima de um câncer ósseo. Pela sua demonstração de amor com todos ao seu redor, ela nos serviu de exemplo da importância de tratar todos como um outro Jesus que estava ao nosso lado. Estávamos então prontos para dar início ao Projeto Amazônia.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Maués (AM) - Diário de Bordo - 17 a 20 de julho

Sábado Parte 2

Encontro Gen4

Na parte da tarde do sábado, realizamos o encontro com os e as Gen4. Eram 32 crianças, dentre as quais muitas já tinham participado de encontros Gen4 à convite das professoras Maria José (aderente) e Francisca (voluntária), além de já conhecerem o dado do amor. Cantamos muitas canções, jogamos o dado do amor e depois alguns contaram seus atos de amor. Michelli, de 4 anos, contou que um senhor pobre foi pedir comida em sua casa e ela imediatamente chamou seu pai para servir algo. Ficou muito feliz de ter feito isso.

Muitos deles não tinham o dado do amor em casa, então propusemos que eles o pintassem para depois o levarem para casa. Como não tinham dados suficientes, alguns Gen4 fizeram o ato de amor de dar o seu dado para àqueles que não tinham e depois chegou mais dados para todos.

Eles se divertiram muito e já nos perguntavam quando seria o próximo encontro. Um fruto deste momento com os Gen4 foi quando no final da missa encontramos dois deles, Gabriel e Breno, que nos contaram que quando chegaram em casa após o encontrinho, fizeram um ato de amor: deram o pirulito que tinham ganhado ao primoque estava em casa. Logo depois, sem eles esperarem, receberam outro pirulito!

Domingo - 18 de julho de 2010

Convites nas missas

O dia começou cedo para alguns que deveriam fazer os convites do Projeto Amazônia nas missas da manhã. No dia anterior, havíamos nos dividido de forma a estarmos presentes em todos os horários de missas nas igrejas e capelas de Maués.

Retiro da Comunidade

Um pouco mais tarde, na nossa “base de comando”, a casa da Neila e do Apolo, tivemos um retiro com toda comunidade de Maués. Éramos 50 pessoas entre Gen2 e Gen3, voluntários, Famílias Novas, enfim, toda a nossa família reunida.

Começamos lendo a palavra de vida e após um breve intervalo, fizemos um tema sobre Jesus Abandonado e depois, a comunhão que se seguiu foi uma prova concreta de Jesus em nosso meio. Era uma competição de amor, e o grande vencedor: Jesus entre nós!

No final, um grande e delicioso churrasco preparado pelos membros da comunidade local. E no restante do dia, continuamos os convites nas missas, sempre com apoio dos padres que nos recebiam.

Segunda-feira - 19 de julho de 2010

Encontro com Famílias – noite

À noite, para nossa surpresa e superando todas as nossas expectativas, as cadeiras e as arquibancadas laterais do ginásio estavam cheias: uma média de 250 participantes. Antes de começar, o pároco local, Pe. Carlos (estava presente também o Pe. Marco), deu a saudação inicial e aproveitou para afirmar que a Igreja do Brasil estava de parabéns por incentivar o Projeto Amazônia. Os jovens e as crianças foram convidados a se retirar para uma programação paralela.

A palestra foi sobre a comunicação do casal. Após a introdução sobre "a família como escola de comunicação e que os exemplos dos pais vão permanecer nos filhos", falamos sobre a comunicação como um veículo de amor recíproco, que o amor é a condição para retomar a comunicação e que vivendo o amor recíproco é possível a Presença de Jesus na família e entre nós. Para falar sobre Jesus em Meio contamos a história do Ideal, sem citar nomes, considerando que a platéia era composta de pessoas de vários movimentos da Igreja. Concluímos com o perdoar e o recomeçar sempre.

Com os jovens e crianças

Com os jovens não tínhamos idéia de que eles iriam estar presentes, já que, haviam sido convidados apenas para a sexta-feira, dia do workshop sobre política. No fim, a presença forte de Jesus em Meio a nós era tão forte que o foi realmente Ele a nos inspirar. Conseguimos dar o Ideal através da nossa vida. E, no fim, aqueles 50 jovens que estavam presentes agradeceram o momento.

Terça-feira - 20 de julho de 2010

Encontro com Famílias - noite

Com um número menor de participantes que na noite anterior, uns 150, a palestra da noite foi sobre o Sacramento do Matrimônio. Afirmamos que a graça do sacramento do matrimônio ajuda na realização do mandamento do amor recíproco que, se for vivido com radicalismo evangélico, atrai a presença de Jesus entre os esposos, garantia de um amor sempre novo e aberto ao tecido social. Uma grande atenção de todos até que chegou uma forte chuva. Tivemos que parar tudo, cobrir os equipamentos e muitos de nós ficamos molhados, pois o ginásio tinha algumas partes abertas. Após meia hora, recomeçamos e fomos até às 22h.

Espaço com os jovens

Nesse dia estavam presentes cerca de 25 jovens. Para essa noitada com eles pensamos em falar sobre a Regra de Ouro. A noite iniciamos com uma dinâmica, depois falamos brevemente sobre quem éramos e sobre os nossos objetivos em Maués. Depois abrimos para diálogo com uma pergunta: será que é possível colocarmos em prática a Regra de Ouro em Maués? E a seguir pudemos constatar, através das respostas dos jovens, que eles entenderam e perceberam que, verdadeiramente, através dos pequenos gestos conseguimos amar nossos semelhantes.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Boa Vista (RR) - Primeiras Notícias


A Equipe

Um grupo de mais ou menos 41 pessoas, sendo 30 de Boa Vista e 11 vindos de diversas regiões do Brasil: São Paulo, Brasília, Belém, Parintins, Manaus entre outros.

Boa Vista - Roraima: Terra dos Macuxi

Estamos no extremo norte do Brasil, no berço de inúmeros Povos Indígenas. Terra de gente hospitaleira, também formada por migrantes vindos de todas as partes do País e do Mundo. Uma região detentora de paisagens naturais belíssimas, formada por savanas, serras e monumentos históricos.


Programa do dia 17 de Julho (Sábado)

Pela manhã o programa foi voltado para troca de experiências, o que gerou um clima de família e deixou todos animados. Percebíamos que todos estavam na disposição para construir esses dias como Deus pensou.

Na parte da tarde foram definidos e acertados todos os detalhes das ações a serem realizadas ao longo dos 10 dias do Projeto.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Maués (AM) - Chegada - parte 2



Logo na chegada, a comunidade mauesense nos aguardava com cartazes e um grande sorriso no rosto. Desembarcamos e, logo em seguida, fomos encaminhados para as nossas casas.

À tarde, um encontro com um grupinho de Gen3 maiores que, juntamente com os e as jovens, querem ser protagonistas dessa experiência que está movimentando toda a cidade de Maués. Foi uma oportunidade de aumentar a unidade entre elas e as Gen que vieram de São Paulo e Manaus. É incrível como Jesus em meio se faz logo presente e uma grande alegria envolve a todos!


Divulgação na missa

À noite nos encontramos na capela Bom Pastor para uma missa com a comunidade, celebrada pelo Padre Marcos, um jovem sacerdote que estava muito feliz com a nossa chegada. No final da celebração ele lembrou que cuida de 50 comunidades e que demora 1 ano para visitar todas elas. Ainda lembramos o que nos havia recomendado Dom Mário para pedirmos a benção dos sacerdotes que encontrarmos durante a nossa estada para o projeto Amazônia.

Após a missa o grupo de missionários fez uma primeira reunião de preparação da semana. Nos dividimos nas várias missas para fazer a divulgação do programa, que será realizado na próxima semana. A noitada foi concluída com jantares em alguns restaurantes em Maués, com os jovens e adultos
.

Sábado, 17 de julho de 2010

Encontro com os/as Gen3 menores

O dia começou com uma chuva inesperada, que atrasou o início da nossa programação com os e as Gen3 menores. Mas isso não tirou o ânimo dos adolescentes, que apareceram e encheram de alegria a casa do Apolo e Neila, casal de focolarinos responsáveis na cidade.

Eram cerca de 30 adolescentes, entre meninos e meninas que cantaram, se divertiram, assistiram ao vídeo sobre o “Sim de Chiara” e comunicaram aquilo que havia tocado em cada um. No final alguns deixaram as suas impressões, como a Thaísa de 10 anos:

"Nesse encontro entendi que o sim de Chiara mudou o mundo, mudou a vida de várias pessoas. Quando ela se doou totalmente a Deus, ela se tornou um exemplo para todos nós e com o nosso sim podemos também tranformar esse mundo cheio de tristezas num mundo cheio de alegria!"

Mário Feio e Nazaré

Tivemos uma reunião para organizar a semana e uma graça aconteceu através de um telefonema do Mário Feio e Nazaré (responsáveis pela região de Belém), que declararam fortemente Jesus em meio conosco.

Entrevista - Rádio A nova Crítica FM” de Maués

A rádio “A Nova Crítica FM” de Maués cede para a Paróquia um espaço para a evangelização. Apolo e Neila têm um programa semanal de uma hora que se chama “A família é o Futuro”. Aos sábados é a vez do Pároco ter um programa (Encontro com o Pároco). Sandra e Lafayette deram uma entrevista para divulgar a programação das atividades que serão desenvolvidas durante a semana. Também foi criada uma vinheta de um minuto, que vai ao ar muitas vezes durante a programação diária ,tanto na Nova Crítica FM como também na rádio local Guaranópolis AM (veja vinheta abaixo).

video

Encontro Gen4

Na parte da tarde do sábado (17), realizamos o encontro com os e as Gen4. Eram 32 crianças, dentre as quais muitas já tinham participado de encontros Gen4 à convite das professoras Maria José (aderente) e Francisca (voluntária), além de já conhecerem o dado do amor. Cantamos muitas canções, jogamos o dado do amor e depois alguns contaram seus atos de amor. Michelli, de 4 anos, contou que um senhor pobre foi pedir comida em sua casa e ela imediatamente chamou seu pai para servir algo. Ficou muito feliz de ter feito isso.

Muitos deles não tinham o dado do amor em casa, então propusemos que eles o pintassem para depois o levarem para casa. Como não tinham dados suficientes, alguns Gen4 fizeram o ato de amor de oferecer o seu dado àqueles que não tinham. Mas depois chegou mais dados para todos.

Eles se divertiram muito e já nos perguntavam quando seria o próximo encontro. Um fruto deste momento com os gen4 foi, quando no final da missa, encontramos dois deles, Gabriel e Breno. Eles nos contaram que quando chegaram em casa após o encontrinho, fizeram um ato de amor: deram o pirulito que tinham ganhado ao primo que estava em casa. Logo depois, sem eles esperarem, receberam outro pirulito!




sexta-feira, 16 de julho de 2010

Maués (AM) - Diário de Bordo - 14 a 16 de julho






A Equipe:

De São Paulo:
  • Família Pozzoli (Sandra/Lafayette – Priscila Vanessa Guilherme)
  • Heraldo Souza e Andresa Lopes (São Simão) – Gen2
De Manaus:
  • Focolarinos Gioi e Lucival
  • Danilo e Adrielle– Gen3
  • Cristielly Lopes - Gen2
  • Tarcivan - Gen2 - Barrerinha

Saída de São Paulo – SP - 14 de julho de 2010 – Quarta-feira

Depois de embarcarmos em um frio de 15 graus em São Paulo, desembarcamos em Manaus já sem nossos agasalhos e com um calor de 34 graus, onde fomos recebidos de forma calorosa pela comunidade local, que nos conduziu para as diversas casas onde passaríamos a noite...

À noite, nos recordamos do SIM de Chiara. A missa do Pacto foi recordada à noite, pelo motivo das várias viagens que estavam se iniciando. A missa do envio (como chamado pela comunidade local) celebrada por Dom Mario, foi uma oportunidade para nos encontrarmos com Jesus Eucaristia e renovarmos nosso SIM pessoal.

Após a missa, nos encontramos com os responsáveis de Manaus, João Batista e Dina, e os outros “aventureiros” que embarcariam conosco rumo à Maués ou Boa Vista (Munir e Affif foram para Boa Vista, em Roraima).


A noitada terminou com um belo jantar na pizzaria Loppiano, empresa da Economia de Comunhão, onde podemos celebrar juntos o início de mais um PROJETO AMAZÔNIA.

Saída para Maués - 15 de julho de 2010 – Quinta-feira

Após uma manhã de descanso, pegamos nossas redes e demarcamos nossos espaços no barco rumo a Maués. Saímos pelo Rio Negro, pegamos o Solimões e Amazonas e depois um Paraná (nome dado a um dos afluentes do rio Amazonas) que vai até Maués. Fizemos uma reunião inicial no barco para falar sobre a programação e aproveitamos a viagem para nos conhecermos, firmando assim, a unidade entre nós. Passamos o tempo com jogos e conversas e, aos poucos, fomos nos entrosando e aproveitamos para colocar com Jesus em Meio a programação que nos foi proposta.

Uma ótima ocasião que favoreceu muito o entrosamento entre nós, foi após o jantar. Nos reunimos para jogar "uno" e outro jogo de grupo para passar o tempo. Foi uma experiência de verde que agradou a todos.


Chegada em Maués - dia 16 de julho de 2010 – sexta-feira.

Logo cedo fomos convidados para o café da manhã. Em seguida, fomos cativados pela belíssima paisagem do Rio Amazonas, como as das suas encostas, além das surpresas em ver o surgimento de botos e peixes, que para muitos foi uma grande novidade.